Inicio
Diferentes ângulos de um mesmo silêncio, um repouso clandestino sobre a cama densa em pensamentos. O travesseiro liquífica os sonhos que escorrem das esquinas do colchão. Náufrago na tempestade em copo d’água. Noite em claro. Quarto quase escuro. Palavras manchadas de vinho. Cigarro em brasa, a metalinguagem do silêncio.
Carpe diem
1 2 3
Queria tanto que por um descuido do destino ele nos fizesse eternos. Era tão bom estar contigo. Tua voz e tua risada… Encantos maiores ainda não existiam. Nem irão existir em séculos. Uma coisa era certa: estar contigo me fazia esquecer o mundo. Eu fiz planos para nós, por mais que nunca tivesse te contado. Eu queria envelhecer ao teu lado. Nossos filhos iam ter o teu sorriso e a gente ia ser feliz. Ver você me fazia acreditar que é possível sim acreditar em comédias românticas. Se eu o tivesse, o resto não importava. Nada importava. Queria rir contigo com todas as coisas bobas pra sempre. Ouvir suas músicas preferidas e cantar para você, mesmo com minha voz nada afinada. Contigo até aceitaria ver aqueles filmes que me deixavam aterrorizada — sabe que sou medrosa, né? — só pra ficar agarrada contigo e ter a desculpa de que estava com medo. Eu ia te chamar de chato e você ia rir da minha cara, dizendo que eu era mais ainda. Você ia dizer que me amava e eu falaria que amava ainda mais. Ia te fazer ficar chateado, para depois te mimar. Queria te proteger, mesmo eu sendo pequenininha; te cuidar, mesmo nem sabendo me cuidar ao certo. Queria tanto te fazer feliz como você me fazia. Queria que nosso amor continuasse. E ele continua aqui comigo, mesmo nós não estando juntos. E vai continuar, posso garantir. Pessoas como você não existem muito. Verdadeiras raridades. E olha só, tive a sorte de ter comigo uma das melhores pessoas desse mundo. Sou grata por isso, mas não fui capaz de segurá-lo junto a mim. Eu o deixei escapar, porque eu fui medrosa demais para falar como me sentia e como você me fazia bem. O quanto te amava e te queria. Eu até tentei deixar de lado meus traumas por você, mas você não esperou que eu superasse minhas barreiras. Mas saiba que eu entendo. Sim, eu entendo. Você precisa de alguém pra te fazer feliz. Eu sentia que eu poderia, estava me esforçando para isso. O que eu mais queria nessa vida era ser capaz de te fazer bem. Não fui suficiente para fazer com que você ficasse, por isso te deixei ir. Você tem pressa pra ser feliz e eu entendo. Também teria. Você é uma dessas pessoas boas que a vida só te dá a chance de conhecer uma vez. Foi feito para fazer as pessoas felizes e eu te dei a chance de encontrar alguém capaz disso para você, também. Eu queria tanto que você ficasse. Mas melhor ser feliz sem mim, do que infeliz comigo. Amar é dar a chance de ser feliz. Queria ter sido suficiente para te fazer ficar, mas não fui. Você é muito bom para mim e eu não chego nem a ser boa. Lembra quando a gente dizia que seria “para sempre”? Acho que só entendemos o “para”. Paramos.
— Parimundi (via parimundi)

emotionalvegan:

New.

 

e me basto.

Porque me deu agora de repente uma vontade danada de abraçar você, mas de corpo presente e ficar junto, sem assunto, deixando a vida passar…
Mário de Andrade  (via romantizar)
Eram dez horas da noite. A lua estava cheia e minha vida não tinha sentido.
Charles Bukowski.  (via revejo)

n-i-c-o-t-i-n-e:

Instagram

Há 2 meses 0 notas · reblog
Há 2 meses 0 notas · reblog
Há 2 meses 0 notas · reblog